segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

(Falta de) Chá.



Isto de andar a escrever sobre tendências suicidas, deixa uma pessoa abalada (vai sacudjiiiir, vai abaláaaa) e para dias como hoje - e tendo em conta que sou contra drogas (excepto álcool) - não me vou drunfar para me passar as ansiedades. O chá do Pingo Doce custa 0.89€ e isso agrada-me tanto como o sabor do chá de camomila.
Desde que tive uma fase na minha vida, em que me receitaram ansiolíticos - e entre eles o mais fraquinho Valdispert - que me disseram: "Toma isso que faz tanto efeito como um chá de camomila", eu optei pelo chá.
Sou do tipo de pessoa que só se uma dor de cabeça me estiver a matar é que tomo qualquer coisa para que passe. O normal é deitar para ver se passa. Assim, agradeço a existência de chás Pingo Doce, Pleno, etc..que me saem mais baratos que calmantezinhos.

Obs: para os mais distraídos...embora pareça, não sou eu na foto.
Já cortei o cabelo e esta foto não me pertence.
Obs1: Seria bom que o comandante do cruzeiro que se espetou na costa da Toscânia tivesse bebido chá. Palpita-me.

4 comentários:

  1. Adoro esta foto!!..como deves saber (ou não)..

    ResponderEliminar
  2. Pois, já que o sentido de humor é o mesmo...esta imagem está muito boa! até se ouve logo a cantar :P

    ResponderEliminar
  3. Chá, tão bom :)
    Sim, tinha-lhe feito bem.

    ResponderEliminar