quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Arrebenta a bolha

Eu tenho muito medo de bolhas. Não falo apenas daquelas borbulhas gigantes que aparecem no meio da testa (por acaso nunca tive acne ), falo principalmente das bolhas actimel, que é como quem diz: anti- realidade.

Estas bolhas, imaginárias e maioritariamente estúpidas, mantêm algumas pessoas longe da realidade que as rodeia. O que poderia ser bom em alguns casos, acaba por se traduzir numa... Ai, como é que se diz? Ai, porra! Já sei! Acaba por se traduzir numa bela merda. É isso.

As pessoas agem como se tivessem a ter a atitude mais correcta, donos de toda a razão, acções inquestionáveis.
Mas não têm. E aborrece.

Felizmente, há casos em que as pessoas acabam por se aperceber da barbaridade que fazem. Em situações extremas, pode levar alguns anos. Mas mais vale tarde, que muito tarde.

Eu tenho muito medo destas bolhas. Das bolhas dos outros. De estar eu numa bolha e não ter essa percepção e achar que estou a agir lindamente. Avisem-me por favor se isso acontecer.
Principalmente se eu continuar a vestir a roupa parecida à do meu sobrinho de 12 anos.

"Arrebentem-me" a bolha, se faz favor.


Obs: Franciso, já deixavas de comprar roupa na pull&bear. Por favor não descubras a Primark.

Sem comentários:

Publicar um comentário