segunda-feira, 3 de julho de 2017

Litoral Alentejano: Praias Secretas ou mesmo quase #2

Quando na semana passada escrevi sobre as praias "secretas" ou mesmo quase (podem ver aqui) , mostrei-vos o caminho para uma das praias que mais gosto e que mais muda todos os anos e durante todo o ano. Chama-se praia do Espingardeiro - para vocês que não são de cá, não sabem se estão na praia certa porque lá está...não está identificada.

É uma praia pequena e recortada por rochas e rochedos (como a maioria das praias em Porto Côvo) e que vale mesmo a pena ir como podem ver pelas fotografias seguintes.
A localização e outras informações estarão no fim da publicação, entretanto apreciem porque tanto de Inverno ou de Verão esta praia é fantástica.



Localização: fica a sul da praia Grande e a norte da Pequena (a principal aqui na terra). Fica portanto entre as duas! E esta , hein? Já estavam baralhados não estavam? Eu sei, a minha cabeça também já não é o que era (ou que nunca foi).

Acesso: olhando para esta ultima fotografia, imaginem que estão a ver a praia daqui, por trás de vocês está a estrada que vai dar à praia Grande. Quer isto dizer o quê? Que há três acessos para aqui, mas muito cuidado, são todos muito rudimentares (vou pôr um link com a definição de rudimentar porque há com certeza alguns cérebros desses aqui a visitar, então como eu sou amigo vão lá ver a definição) 

  1. Esquerda: vindo pelo lado esquerdo, vêm da praia Pequena- só o conseguem fazer com a maré vazia.
  2. Frente: em tempos este acesso, perto destas ervas que se vêem daqui, estava mais definido, agora ainda dá para encontrar mas já não tão facilmente. Se vão com chanatos, geleiras com feijoada, para-ventos, baldinhos e bolas das crianças muito pequenas, este não é o acesso. nem os outros porque são complicados.
  3. Direita: lá ao fundo, pelas rochas há um escadote de madeira cimentado nas rochas. O cimentado parece dar um ar seguro, o que não se traduz em facilidade a descer até à praia, porque depois de descer o escadote, há todo um malabarismo para descer até ao areal.

Conclusão: muito bonita a praia, mas esperar pela maré vazia é a melhor opção.

 ( Entretanto tenho um restaurante com o melhor arroz de marisco aqui nesta zona para vos apresentar numa próxima publicação. Se não concordarem, podem sempre mostrar outros. Mas tenho de provar).

Sem comentários:

Publicar um comentário