quarta-feira, 31 de julho de 2013

Kátia Aveiro, Boom Boom sem Parar na Beta da Comporta.


Foto retirada da página do facebook da Discoteca Seven


No passado Domingo, dia 28 de Julho fui ao lançamento do single da Kátia. Verdadinhaaaaa! Uma pessoa não pode estar a dizer mal sem ver ao vivo! E como eu ainda há coisa de 15 dias tinha publicado aqui o video, aceitei o convite para ver a preciosidade ao vivo.

Foi na Discoteca Seven em Vilamoura e olhem, eu cá dancei. Duas vezes, até porque - e atenção, esta para mim foi a frase da noite (mesmo), depois de cantar a música, a frase "só mais uma" começou a ser entoada pelas pessoas presentes. Eis que a Kátia diz: "Mais uma? Esta é a única!, começando depois a rir! Ora bem, a mim pareceu-me uma frase linda e resolveu o "só mais uma" cantando de novo o Boom Boom sem Parar!

Até porque ela não cantou nada do seu reportório enquanto Ronalda de há uns anos atrás. Foi giro, eu diverti-me.

Se hoje a publicação poderia ser sobre uma beta jurássica de nome Cristina Espirito Santo que se pronunciou sobre "brincar aos pobrezinhos na Comporta", podia. Mas aí eu teria de me pronunciar sobre brincar às picaretas na testa e ainda era pouco, e hoje não estou para aí virado. Contudo, ainda posso dizer que a mulher podia enrolar um polo da Lacoste ao pesçoco e enforcar-se que provavelmente a Comporta ficaria feliz. Toda ela e com todos os pobrezinhos. Se a querida não conseguir enrolar o polo imensamente bem e precisar de imeeeeeensa e abundante ajudaaaaa, haverão (sim, eu escrevi haverão, mas já me corrigiram e muito bem: haverão não existe, é haverá)muitos pobrezinhos que a servirão com todo o gosto nessa tarefa, queridaaaaa! Tristeza d'um cabrão.

Agora a sério, estas pessoas existem?

Kátia Aveiro, Boom Boom sem Parar na Beta da Comporta.


Foto retirada da página do facebook da Discoteca Seven


No passado Domingo, dia 28 de Julho fui ao lançamento do single da Kátia. Verdadinhaaaaa! Uma pessoa não pode estar a dizer mal sem ver ao vivo! E como eu ainda há coisa de 15 dias tinha publicado aqui o video, aceitei o convite para ver a preciosidade ao vivo.

Foi na Discoteca Seven em Vilamoura e olhem, eu cá dancei. Duas vezes, até porque - e atenção, esta para mim foi a frase da noite (mesmo), depois de cantar a música, a frase "só mais uma" começou a ser entoada pelas pessoas presentes. Eis que a Kátia diz: "Mais uma? Esta é a única!, começando depois a rir! Ora bem, a mim pareceu-me uma frase linda e resolveu o "só mais uma" cantando de novo o Boom Boom sem Parar!

Até porque ela não cantou nada do seu reportório enquanto Ronalda de há uns anos atrás. Foi giro, eu diverti-me.

Se hoje a publicação poderia ser sobre uma beta jurássica de nome Cristina Espirito Santo que se pronunciou sobre "brincar aos pobrezinhos na Comporta", podia. Mas aí eu teria de me pronunciar sobre brincar às picaretas na testa e ainda era pouco, e hoje não estou para aí virado. Contudo, ainda posso dizer que a mulher podia enrolar um polo da Lacoste ao pesçoco e enforcar-se que provavelmente a Comporta ficaria feliz. Toda ela e com todos os pobrezinhos. Se a querida não conseguir enrolar o polo imensamente bem e precisar de imeeeeeensa e abundante ajudaaaaa, haverão (sim, eu escrevi haverão, mas já me corrigiram e muito bem: haverão não existe, é haverá)muitos pobrezinhos que a servirão com todo o gosto nessa tarefa, queridaaaaa! Tristeza d'um cabrão.

Agora a sério, estas pessoas existem?

terça-feira, 23 de julho de 2013

Há Quem Esteja ao Sol e Há Quem Esteja na Sombra.

Em esplanadas com mesas livres ao sol e à sombra:

Adoro pessoas que se sentam nas mesas que estão ao sol e se sentam na cadeira que fica à sombra.
Há pessoas que querem estar ao sol - amigos meus, claro! que eu não tenho qualquer tolerância a esta fonte luz- e ficam muito enervadas quando não têm mesa ao sol para beber café.
É aborrecido, tinha muito mais lógica uns ficarem na sombra e outros ao sol.
E não venham "ah, mas podem gostar de ter os pés ao sol e cabeça ao sol". Pois podem, e eu gosto de estar todo ao sol, e os meus amigos também gostam de estar completos ao sol. Ou bem que apanham sol ou bem que não, não há cá meios cancros de pele.

Não empatem!!
ObrigadoS.

Há Quem Esteja ao Sol e Há Quem Esteja na Sombra.

Em esplanadas com mesas livres ao sol e à sombra:

Adoro pessoas que se sentam nas mesas que estão ao sol e se sentam na cadeira que fica à sombra.
Há pessoas que querem estar ao sol - amigos meus, claro! que eu não tenho qualquer tolerância a esta fonte luz- e ficam muito enervadas quando não têm mesa ao sol para beber café.
É aborrecido, tinha muito mais lógica uns ficarem na sombra e outros ao sol.
E não venham "ah, mas podem gostar de ter os pés ao sol e cabeça ao sol". Pois podem, e eu gosto de estar todo ao sol, e os meus amigos também gostam de estar completos ao sol. Ou bem que apanham sol ou bem que não, não há cá meios cancros de pele.

Não empatem!!
ObrigadoS.

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Dança, Dança! Boooom, Booom, Eu sou o Lobo Mauuuuuu! Au, Au, Auuuu.


Na página do facebook já tinha exposto a nossa Ronaldona, que se farta de espojar na areia no meio de uma ventania que me faz quaaaaase apostar que estava no Guincho! Ou que devia ter ido buscar uma prancha de kytesurf para aproveitar a coisa.

Em vez disso, fez boom boom sem parar.



Ainda uma pessoa está a recuperar desta ventania Ronaldenha, eis que surge uma tempestade de azeite.

O ex-vencedor da Casa dos Segredos, Rúben mais a sua fêvera Tatiaaaanaa resolverm uivar. E não foi uma metáfora, é que o refrão diz que é o lobo mau, au au auuuu e hoje vai-te pegar... (boneco a chorar de desgosto e a bolsar compulsivamente).

Atenção, isto é muito giro estar aqui a relatar de maneira menos positiva estes vídeos, mas eu aposto como ainda vou dançar isto num bailarico de verãaaaaaaaaooooo! Ou a pôr no repeat em casa....



(mas os sotaques, senhores! Os sotaaaaaaaques, ahahahhahaha, au au auuuu, aqui não vais pegaaaaaaaarrr)

Obs: Diz um estudo recente que abanei-me mais com a música do Rúben. Vou só ali buscar um x-acto para cortar os pulso e quiçá sacar a música para o ipod.

Dança, Dança! Boooom, Booom, Eu sou o Lobo Mauuuuuu! Au, Au, Auuuu.


Na página do facebook já tinha exposto a nossa Ronaldona, que se farta de espojar na areia no meio de uma ventania que me faz quaaaaase apostar que estava no Guincho! Ou que devia ter ido buscar uma prancha de kytesurf para aproveitar a coisa.

Em vez disso, fez boom boom sem parar.



Ainda uma pessoa está a recuperar desta ventania Ronaldenha, eis que surge uma tempestade de azeite.

O ex-vencedor da Casa dos Segredos, Rúben mais a sua fêvera Tatiaaaanaa resolverm uivar. E não foi uma metáfora, é que o refrão diz que é o lobo mau, au au auuuu e hoje vai-te pegar... (boneco a chorar de desgosto e a bolsar compulsivamente).

Atenção, isto é muito giro estar aqui a relatar de maneira menos positiva estes vídeos, mas eu aposto como ainda vou dançar isto num bailarico de verãaaaaaaaaooooo! Ou a pôr no repeat em casa....



(mas os sotaques, senhores! Os sotaaaaaaaques, ahahahhahaha, au au auuuu, aqui não vais pegaaaaaaaarrr)

Obs: Diz um estudo recente que abanei-me mais com a música do Rúben. Vou só ali buscar um x-acto para cortar os pulso e quiçá sacar a música para o ipod.

terça-feira, 16 de julho de 2013

Enfardanços Mêmo Belos.

Preparem-se para um momento literarofotografico como daqui a uns anos não vão ter oportunidade de assistir.

Fotografei comida e vou publicar na net (até aqui tudo certo), MAS sem efeitos de instagram. Não vale a pena franzirem o sobrolho por causa disso e acharem que as fotos vão ser um fiasco porque "o instagram é que é". Não, não é -excepto na rubrica: Hispstagramando e Eu Instagramo, Tu Instagramas, Ele NemPorIsso.

Com isto em casa é difícil achar que certos restaurantes servem bom peixe. E quem cozinha tudo com este bom aspecto devia ter um restaurante. Mas atão, é melhor ver quem cozinha bitoques-sola-de-sapato, a encher o cú de dinheiro.



Muitíssimo bom aspecto, eu sei. E o sabor superou o aspecto.
Mas peixe é peixe e tive de me consolar com isto duas horas a seguir (metabolismos acelerados, stressados, despachados e coiso dão nisto).

Enfardanços Mêmo Belos.

Preparem-se para um momento literarofotografico como daqui a uns anos não vão ter oportunidade de assistir.

Fotografei comida e vou publicar na net (até aqui tudo certo), MAS sem efeitos de instagram. Não vale a pena franzirem o sobrolho por causa disso e acharem que as fotos vão ser um fiasco porque "o instagram é que é". Não, não é -excepto na rubrica: Hispstagramando e Eu Instagramo, Tu Instagramas, Ele NemPorIsso.

Com isto em casa é difícil achar que certos restaurantes servem bom peixe. E quem cozinha tudo com este bom aspecto devia ter um restaurante. Mas atão, é melhor ver quem cozinha bitoques-sola-de-sapato, a encher o cú de dinheiro.



Muitíssimo bom aspecto, eu sei. E o sabor superou o aspecto.
Mas peixe é peixe e tive de me consolar com isto duas horas a seguir (metabolismos acelerados, stressados, despachados e coiso dão nisto).

domingo, 7 de julho de 2013

Comichões Alternativas.

Depois de ser cliente de restaurantes, seguidamente de frutarias e também lavandarias, resolvi ceder à área que realmente deve ser a mais credível - não desfazendo os restaurantes : a Medicina Tradicional Chinesa.

Tendo eu um problema de pele que requer constantes tratamentos com cortisona, aborreci-me de tomar esse mesmo medicamento. Não me apetece inchar tipo Fanny e não me apetece ter os efeitos secundários dessa droga d'um cabresto que é fooooorte como tudo!

Não querendo alongar-me sobre a minha comichão- qual cão com sarna, queria saber se alguém, de vocês leitores lindões, é adepto das medicinas altenativas, se conhece casos em que pessoas se tenham dado bem, em que circunstâncias. Se souberem de casos de pessoas com problemas de pele, tipo: dermatite atópica, eczemas, pitiríases e caganeiras, é favor contar! Se souberem de casos em que correu mal, podem ficar calados.

É que eu fui a uma consulta, disse o nome da doença, trouxe suplementos alimentares, vou fazer acupunctura e o Dr. nem viu o que eu tinha, foi só pelo nome. A ver vamos, se correr mal também escrevo aqui onde estou a ser tratado e vocês não põem lá mais os pés. Caso corra bem, também vos conto, mas tendo em conta que na Medicina Convencional a doença não tem cura, parece-me fácil de mais...

Comichões Alternativas.

Depois de ser cliente de restaurantes, seguidamente de frutarias e também lavandarias, resolvi ceder à área que realmente deve ser a mais credível - não desfazendo os restaurantes : a Medicina Tradicional Chinesa.

Tendo eu um problema de pele que requer constantes tratamentos com cortisona, aborreci-me de tomar esse mesmo medicamento. Não me apetece inchar tipo Fanny e não me apetece ter os efeitos secundários dessa droga d'um cabresto que é fooooorte como tudo!

Não querendo alongar-me sobre a minha comichão- qual cão com sarna, queria saber se alguém, de vocês leitores lindões, é adepto das medicinas altenativas, se conhece casos em que pessoas se tenham dado bem, em que circunstâncias. Se souberem de casos de pessoas com problemas de pele, tipo: dermatite atópica, eczemas, pitiríases e caganeiras, é favor contar! Se souberem de casos em que correu mal, podem ficar calados.

É que eu fui a uma consulta, disse o nome da doença, trouxe suplementos alimentares, vou fazer acupunctura e o Dr. nem viu o que eu tinha, foi só pelo nome. A ver vamos, se correr mal também escrevo aqui onde estou a ser tratado e vocês não põem lá mais os pés. Caso corra bem, também vos conto, mas tendo em conta que na Medicina Convencional a doença não tem cura, parece-me fácil de mais...

quinta-feira, 4 de julho de 2013

O Que Se Aprende Quando se Muda da Aldeia para a Cidade_ Parte II

E muitos anos depois, quando fiz 29 anos, percebi que não se dizia vint'nove e sim vinte E nove.

Só para que conste, continuo a fazer vint'nove anos desde a altura que descobri isso. Principio deste ano, portanto.

O Que Se Aprende Quando se Muda da Aldeia para a Cidade_ Parte II

E muitos anos depois, quando fiz 29 anos, percebi que não se dizia vint'nove e sim vinte E nove.

Só para que conste, continuo a fazer vint'nove anos desde a altura que descobri isso. Principio deste ano, portanto.

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Estupidezes Ortográficas

Na sequência do post anterior, em que fui o último a sair da praia, acho que também vou ser dos últimos a escrever os meses com letra minúscula e começar a suprimir hifenes bodegas do género.

Mas há uma alteração que me faz muita, mas muuuuita espécie. São todas alterações parvas, mas Egipto, em que sempre li o P, passar a ser Egito é uma alteração que não tem categorização possível no que respeita a dizer mal.

A sério? E porque não corrução em vez de corrupção? Já agora. Não me mandem pesquisar no google que eu já o fiz, como podem ver aqui, ainda assim: fiquei na mesma e acho estúpido até mais não.

Era só isto, o blog é meu e eu expresso aqui as minhas indignações. Se são a favor destas parvoíces gramaticais, ortográficas e coiso (não estou a descrever o blog, mas podia) é seguir para o próximo.

Eu gosto do mês de JJJJJUlho e hei de ir de férias para o EgiPPPto.
(não vou nada e há meses que gosto mais).

Estupidezes Ortográficas

Na sequência do post anterior, em que fui o último a sair da praia, acho que também vou ser dos últimos a escrever os meses com letra minúscula e começar a suprimir hifenes bodegas do género.

Mas há uma alteração que me faz muita, mas muuuuita espécie. São todas alterações parvas, mas Egipto, em que sempre li o P, passar a ser Egito é uma alteração que não tem categorização possível no que respeita a dizer mal.

A sério? E porque não corrução em vez de corrupção? Já agora. Não me mandem pesquisar no google que eu já o fiz, como podem ver aqui, ainda assim: fiquei na mesma e acho estúpido até mais não.

Era só isto, o blog é meu e eu expresso aqui as minhas indignações. Se são a favor destas parvoíces gramaticais, ortográficas e coiso (não estou a descrever o blog, mas podia) é seguir para o próximo.

Eu gosto do mês de JJJJJUlho e hei de ir de férias para o EgiPPPto.
(não vou nada e há meses que gosto mais).