quinta-feira, 30 de maio de 2013

O Nunes Foi à Feira.



Falaram-me em Feira e eu fiquei logo de orelhas em pé. Baixaram imediatamente quando ouvi o resto da frase:...do Livro! Ainda no post de ontem formulei a péssima hipótese do que seria se eu dissertasse sobre Descartes. Ainda assim, segui viagem para o antro de gente culta. Oh, vida injusta!

Passei por eles, tirei foto para registar (que merda de hipster seria eu se não o fizesse?) e segui viagem.
Não comprei porque já os tenho todos. Hmmm, não. 


(Aproveito para dizer que vou estar presente no stand Freud&Kant, para lançar finalmente o tão (in)desejado livro dos meus sarcasmos, no dia 12 de Junho!!! Parece mentira!! E é! para os mais distraídos, a Feira acaba a 10 de Junho)

Não basta uma pessoa fingir que é super culta para lá ir, a condição física é sem dúvida importante. Sim, também para engatar, mas principalmente para subir o Parque Eduardo VII, duas vezes pelo menos (também sei que muitos o fazem quando lá está outro tipo de Feira, por isso os treinos estão feitos). É que de cada lado do recinto, existem duas frentes, o que se traduz em subir e descer tudo duas vezes para conseguir ver tudo. Não é impossível, mas não vão de barriga cheia, não vá acontecer uma ou outra indigestão.

Entra agora o sotaque cigano:
"Ai meninoooooooo, nã quéri um livro cheio de cólidadi? Com uma capa qué uma maravilha. Paga três e leva um??? Nã quéri, meninooooo?", era o que eu estava a pensar ouvir quando passasse por um quiosque que vendesse Margarida Rebelo Pinto. Não aconteceu e as baixas de preço rondam 2,50€. Sim, há livros baratos, mas que da minha geração quase toda a gente tem: Os filhos da droga, A Lua de Joana e afins.

Acabei por, ainda assim, fazer boas compras que acredito serem melhores que muita coisa que lá se vende: pastel de nata, ginja de Óbidos, gelado e café. Vão lá, mesmo.


O Nunes Foi à Feira.



Falaram-me em Feira e eu fiquei logo de orelhas em pé. Baixaram imediatamente quando ouvi o resto da frase:...do Livro! Ainda no post de ontem formulei a péssima hipótese do que seria se eu dissertasse sobre Descartes. Ainda assim, segui viagem para o antro de gente culta. Oh, vida injusta!

Passei por eles, tirei foto para registar (que merda de hipster seria eu se não o fizesse?) e segui viagem.
Não comprei porque já os tenho todos. Hmmm, não. 


(Aproveito para dizer que vou estar presente no stand Freud&Kant, para lançar finalmente o tão (in)desejado livro dos meus sarcasmos, no dia 12 de Junho!!! Parece mentira!! E é! para os mais distraídos, a Feira acaba a 10 de Junho)

Não basta uma pessoa fingir que é super culta para lá ir, a condição física é sem dúvida importante. Sim, também para engatar, mas principalmente para subir o Parque Eduardo VII, duas vezes pelo menos (também sei que muitos o fazem quando lá está outro tipo de Feira, por isso os treinos estão feitos). É que de cada lado do recinto, existem duas frentes, o que se traduz em subir e descer tudo duas vezes para conseguir ver tudo. Não é impossível, mas não vão de barriga cheia, não vá acontecer uma ou outra indigestão.

Entra agora o sotaque cigano:
"Ai meninoooooooo, nã quéri um livro cheio de cólidadi? Com uma capa qué uma maravilha. Paga três e leva um??? Nã quéri, meninooooo?", era o que eu estava a pensar ouvir quando passasse por um quiosque que vendesse Margarida Rebelo Pinto. Não aconteceu e as baixas de preço rondam 2,50€. Sim, há livros baratos, mas que da minha geração quase toda a gente tem: Os filhos da droga, A Lua de Joana e afins.

Acabei por, ainda assim, fazer boas compras que acredito serem melhores que muita coisa que lá se vende: pastel de nata, ginja de Óbidos, gelado e café. Vão lá, mesmo.


quarta-feira, 29 de maio de 2013

Estilo, Pensas Tu.

Forçar-se a ter sentido de humor, a ter sentido estético, pinta ou até sentido de orientação não passa disso mesmo. Esforço! Não sai naturalmente -  sai mal! Muito mal. E não é bonito, acreditem. É como ver a Conceição Lino ou a Bárbara Guimarães no Levanta-te e Ri (quando dava). Era como ver góticos a dançar brasileiradas - que já vi, não foi só para ter piada. Não encaixa.

Quando durante a vossa vida ouviram: tens de te esforçar, tens de fazer sacrificios, não era certamente a estas categorias que se estavam a referir. Acreditem. E quando acontece no circulo muito próximo, mais confusão faz...porque até se pode estar a basear em alguém igualmente próximo. Ai, porra, como é que se diz??! Aaaah, falta de personalidade. Isso.

Olhem eu a fazer uma dissertação sobre Descartes, era bonito não era? Ou a discutir a situação político-económico-merda-para-eles-mundial?!

Estilo, Pensas Tu.

Forçar-se a ter sentido de humor, a ter sentido estético, pinta ou até sentido de orientação não passa disso mesmo. Esforço! Não sai naturalmente -  sai mal! Muito mal. E não é bonito, acreditem. É como ver a Conceição Lino ou a Bárbara Guimarães no Levanta-te e Ri (quando dava). Era como ver góticos a dançar brasileiradas - que já vi, não foi só para ter piada. Não encaixa.

Quando durante a vossa vida ouviram: tens de te esforçar, tens de fazer sacrificios, não era certamente a estas categorias que se estavam a referir. Acreditem. E quando acontece no circulo muito próximo, mais confusão faz...porque até se pode estar a basear em alguém igualmente próximo. Ai, porra, como é que se diz??! Aaaah, falta de personalidade. Isso.

Olhem eu a fazer uma dissertação sobre Descartes, era bonito não era? Ou a discutir a situação político-económico-merda-para-eles-mundial?!

terça-feira, 28 de maio de 2013

Eu é mais Bolos.

Antes não havia chamuça que me escapasse. Nem rissol, nem croquete nem qualquer outro salgado que estivesse exposto em qualquer montra de café. entrava para beber uma água e comia dois ou três rissóis, mesmo que estivessem expostos ao lado de bolos com aspectos divinalmente deliciosos. Eu é mais salgados, pensava eu.

Não sei se é da idade, se é da carência, se é por o tempo estar uma merda ou eu não perceber nada de matemática, mas ando a ficar guloso - agora virado para os bolos. Ainda não posso aplicar a expressão " eu é mais bolos", porque eu chego a comer salgados (aperitivos) com gomas para alternar, nunca sei o que gosto mais e qual é o que quero comer em último para ficar com o sabor na boca.

Passando esta informação que já me parece excessiva e super útil é só para informar que encontrei um bolo que me enche, literalmente, as medidas. Eu que não me achava fã de bolos, dou por mim a querer ir beber café à Padaria Portuguesa mais vezes do que o habitual. 

Café + Aquela Fatia de Bolo = 2€

E o bolo que mistura o doce com o "amargo"(não, não é agridoce porque eu não quero)? Não sei se tem algum nome específico, porque aponto sempre quando peço, mas é tarde de limão e base é Oreo esborrachada, esmigalhada ou sei lá o quê. Sei que o resultado é "muitaaaaaaaaaaa" bom, porra. Gosto e nã é pouco!


Eu é mais Bolos.

Antes não havia chamuça que me escapasse. Nem rissol, nem croquete nem qualquer outro salgado que estivesse exposto em qualquer montra de café. entrava para beber uma água e comia dois ou três rissóis, mesmo que estivessem expostos ao lado de bolos com aspectos divinalmente deliciosos. Eu é mais salgados, pensava eu.

Não sei se é da idade, se é da carência, se é por o tempo estar uma merda ou eu não perceber nada de matemática, mas ando a ficar guloso - agora virado para os bolos. Ainda não posso aplicar a expressão " eu é mais bolos", porque eu chego a comer salgados (aperitivos) com gomas para alternar, nunca sei o que gosto mais e qual é o que quero comer em último para ficar com o sabor na boca.

Passando esta informação que já me parece excessiva e super útil é só para informar que encontrei um bolo que me enche, literalmente, as medidas. Eu que não me achava fã de bolos, dou por mim a querer ir beber café à Padaria Portuguesa mais vezes do que o habitual. 

Café + Aquela Fatia de Bolo = 2€

E o bolo que mistura o doce com o "amargo"(não, não é agridoce porque eu não quero)? Não sei se tem algum nome específico, porque aponto sempre quando peço, mas é tarde de limão e base é Oreo esborrachada, esmigalhada ou sei lá o quê. Sei que o resultado é "muitaaaaaaaaaaa" bom, porra. Gosto e nã é pouco!


quinta-feira, 23 de maio de 2013

Jogging, Falésias e Amor.


Fui todo lampeiro armado em desportista dar uma corridinha junto às praias aqui no mê Alentejo. Correr..cof, cof, parar, bomba da asma, sentar, fumar um cigarro, beber um café,arfar, arfaaaaaarr,  parar, parar, andar, parar, coiso.Arfar.
Bem, isto na verdade não interessa grande coisa, o que é certo é que quando acabei o percurso no circuito de manutenção para voltar à respiração dita normal, estava - como toda a gente que se preze- a ouvir a minha playlist dançável. Não estando ninguém por perto, uma pessoa abstrai-se e distrai-se e começa a dar um pézinho de dança. E queria partilhar a imagem, aliás o video que me veio à cabeça que serviu para eu me rir todo o caminho de volta, da possível figura que eu estaria a fazer:


E quando me imaginei neste video, eu não era super sexy o que toca orgão.

Jogging, Falésias e Amor.


Fui todo lampeiro armado em desportista dar uma corridinha junto às praias aqui no mê Alentejo. Correr..cof, cof, parar, bomba da asma, sentar, fumar um cigarro, beber um café,arfar, arfaaaaaarr,  parar, parar, andar, parar, coiso.Arfar.
Bem, isto na verdade não interessa grande coisa, o que é certo é que quando acabei o percurso no circuito de manutenção para voltar à respiração dita normal, estava - como toda a gente que se preze- a ouvir a minha playlist dançável. Não estando ninguém por perto, uma pessoa abstrai-se e distrai-se e começa a dar um pézinho de dança. E queria partilhar a imagem, aliás o video que me veio à cabeça que serviu para eu me rir todo o caminho de volta, da possível figura que eu estaria a fazer:


E quando me imaginei neste video, eu não era super sexy o que toca orgão.

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Doutores do Cagalhão e Empreendedorismo e Toma Lá Que Já Almoçaste!

Minha Cara Doutora Investigadora Raquel Varela,

(inspirando para tentar não escrever ordinarices, expirando muito lentamente para controlar a agressividade na escrita)

Castração, é disso que uma pessoa motivada precisa. que lhe cortem os sonhos, que a desmotivem, quando se vive num País em que as burocracias dominam até para se dar um peidinho. Isso é que é uma atitude como deve ser: ser desmotivadora, falar com ar de superior e de xica-esperta dirigindo-se a um miúdo de 16 anos.

Miúdo este que decidiu criar uma empresa aos 15 anos. 15 anos, é verdade! E a Doutora Raquel? O que fazia com 15 anos? Não a conheço, mas arrisco a dizer que com certeza não era empresária e muito menos num país em crise e que tivesse um  produto a ser exportado para vários países. Acertei, Doutora? Pois, secalhar até estava a jogar ao "bate pé", mas ninguém lhe pegava, certo? Sério? Pois.

Minha Doutorada em Imbecilidade, que nunca mais na sua vida faça uma figura destas. Eu já me considerei mais empreendedor, mas ao fim de anos a lidar com pessoas como a senhora, uma pessoa acaba por desistir- não devia- mas uma pessoa cansa-se. Fazer frente a imbecis que fazem cara de gozo quando uma pessoa apresenta uma ideia - uma ou outra até aapareceu no estrangeiro e foi bem sucedida, mas cá, só são mostradas a gente parva como a Investigadora Raquel. Pessoas castradoras, limitadas, cabecinhas de merda e fechadas.

E se a roupa que o miúdo cria ( OVER IT, eu ja fiz like no facebook) fosse feita no Bangladesh e as pessoas ganhassem 2 euros por dia? E então? Não estava a dar trabalho na mesma? Que figurinha, minha senhora! Que figurinha de merda. Neste caso, o ar não devia ser de todos.

E sim, um chapadão nas ventas e era pouco.
Parabéns, Martim! Vai em frente, que são necessárias pessoas motivadas como tu! E de respostas como a tua a Doutoras ;)
Doutora Raquelita, fez uma coisa super útil: publicidade enooooooooooorrme à roupa do Martim! Alguma utilidade você teria de ter.
Obrigado.

Para quem ainda não está  a par deste assunto:


Toma lá que já almoçaste. Vai b'scar! Grande Tóina.

Doutores do Cagalhão e Empreendedorismo e Toma Lá Que Já Almoçaste!

Minha Cara Doutora Investigadora Raquel Varela,

(inspirando para tentar não escrever ordinarices, expirando muito lentamente para controlar a agressividade na escrita)

Castração, é disso que uma pessoa motivada precisa. que lhe cortem os sonhos, que a desmotivem, quando se vive num País em que as burocracias dominam até para se dar um peidinho. Isso é que é uma atitude como deve ser: ser desmotivadora, falar com ar de superior e de xica-esperta dirigindo-se a um miúdo de 16 anos.

Miúdo este que decidiu criar uma empresa aos 15 anos. 15 anos, é verdade! E a Doutora Raquel? O que fazia com 15 anos? Não a conheço, mas arrisco a dizer que com certeza não era empresária e muito menos num país em crise e que tivesse um  produto a ser exportado para vários países. Acertei, Doutora? Pois, secalhar até estava a jogar ao "bate pé", mas ninguém lhe pegava, certo? Sério? Pois.

Minha Doutorada em Imbecilidade, que nunca mais na sua vida faça uma figura destas. Eu já me considerei mais empreendedor, mas ao fim de anos a lidar com pessoas como a senhora, uma pessoa acaba por desistir- não devia- mas uma pessoa cansa-se. Fazer frente a imbecis que fazem cara de gozo quando uma pessoa apresenta uma ideia - uma ou outra até aapareceu no estrangeiro e foi bem sucedida, mas cá, só são mostradas a gente parva como a Investigadora Raquel. Pessoas castradoras, limitadas, cabecinhas de merda e fechadas.

E se a roupa que o miúdo cria ( OVER IT, eu ja fiz like no facebook) fosse feita no Bangladesh e as pessoas ganhassem 2 euros por dia? E então? Não estava a dar trabalho na mesma? Que figurinha, minha senhora! Que figurinha de merda. Neste caso, o ar não devia ser de todos.

E sim, um chapadão nas ventas e era pouco.
Parabéns, Martim! Vai em frente, que são necessárias pessoas motivadas como tu! E de respostas como a tua a Doutoras ;)
Doutora Raquelita, fez uma coisa super útil: publicidade enooooooooooorrme à roupa do Martim! Alguma utilidade você teria de ter.
Obrigado.

Para quem ainda não está  a par deste assunto:


Toma lá que já almoçaste. Vai b'scar! Grande Tóina.

terça-feira, 21 de maio de 2013

Laureating a Pévid.

(para quem não teve inglês: folga, papo para o ar. pensavam que era laurear a pevide, na na na)

Eu amo Lisboa. Sou alentejano, gosto muito da minha santa terrinha, ainda assim amo Lisboa. Sou um alentejano hiperactivo e muito tempo em ambientes parados, stressa-me. E não é pouco. E isso não interessa nada e até porque já escrevi exactamente isto há algum tempo atrás.

A ver se nos encontramos, bebemos um cafezinho ali nos Quiosques da Avenida da Liberdade, por volta das 16 horas. Uma coisa rápida, disseram eles.

E fomos: encontrámo-nos no Quisoque Hot Dog Lovers (sim, daqueles cachorros divinais que já tinha provado na Avenida Álvares Cabral, mas ali a apanhar estrategicamente o sol na Avenida esta-se bem melhor). Aconselho porque: é bem frequentado, tem gente gira a atender e pronto. Ah, os cachorros são divinais! Já tinha dito?

Nunes sentado estrategicamente para apanhar sol nas trombas enquanto pode.
Nunes veste uma camisa amarrotada e uns óculos Primark da secção de mulher.
Primark: 1,50€
Sim, um euro e meio!

Comeram-se cachorros, beberam-se cervejolas e cafés e tiraram-se fotos como as que gozamos quando os outros tiram:

Sobrancelhas franzidas &  J.Lo da Av de Roma
E como (mau?) alentejano que sou, se não fosse a J-Lo ter tido uma mijanêra, eu nunca teria conhecimento que existia a Casa do Alentejo, espaço bem giro, não fosse..alentejano. É Na Rua de Santo Antão e gostei. hei de lá almoçar um dia, quando tiver dinheiro, sim..que também tem restaurante.

Olhem que divertido que foi.




O resto do laureanço da pevide não foi registado fotograficamente. Quer dizer, até foi...mas a única coisa que se pode dizer sobre as horas que se seguiram é que incluiu gargalhadas monstras e saudáveis.
A repetir!!! :)

Laureating a Pévid.

(para quem não teve inglês: folga, papo para o ar. pensavam que era laurear a pevide, na na na)

Eu amo Lisboa. Sou alentejano, gosto muito da minha santa terrinha, ainda assim amo Lisboa. Sou um alentejano hiperactivo e muito tempo em ambientes parados, stressa-me. E não é pouco. E isso não interessa nada e até porque já escrevi exactamente isto há algum tempo atrás.

A ver se nos encontramos, bebemos um cafezinho ali nos Quiosques da Avenida da Liberdade, por volta das 16 horas. Uma coisa rápida, disseram eles.

E fomos: encontrámo-nos no Quisoque Hot Dog Lovers (sim, daqueles cachorros divinais que já tinha provado na Avenida Álvares Cabral, mas ali a apanhar estrategicamente o sol na Avenida esta-se bem melhor). Aconselho porque: é bem frequentado, tem gente gira a atender e pronto. Ah, os cachorros são divinais! Já tinha dito?

Nunes sentado estrategicamente para apanhar sol nas trombas enquanto pode.
Nunes veste uma camisa amarrotada e uns óculos Primark da secção de mulher.
Primark: 1,50€
Sim, um euro e meio!

Comeram-se cachorros, beberam-se cervejolas e cafés e tiraram-se fotos como as que gozamos quando os outros tiram:

Sobrancelhas franzidas &  J.Lo da Av de Roma
E como (mau?) alentejano que sou, se não fosse a J-Lo ter tido uma mijanêra, eu nunca teria conhecimento que existia a Casa do Alentejo, espaço bem giro, não fosse..alentejano. É Na Rua de Santo Antão e gostei. hei de lá almoçar um dia, quando tiver dinheiro, sim..que também tem restaurante.

Olhem que divertido que foi.




O resto do laureanço da pevide não foi registado fotograficamente. Quer dizer, até foi...mas a única coisa que se pode dizer sobre as horas que se seguiram é que incluiu gargalhadas monstras e saudáveis.
A repetir!!! :)

domingo, 19 de maio de 2013

Chórice da Malta Jovem

A quantidade de pão com chouriço que se comia nas madrugadas de Verão, durante três meses, na padaria de Porto Covo! Upa, upa...Carradas e carradas deles! Era das melhores coisinhas que uma pessoa podia enfardar depois de beber uns copos e antes de deitar! Mas como tudo, o que é demais enjoa e eu enjoei de pães com chóriceeeeee e é daquelas coisas que quando vejo em padarias ou cafés, NUNCA peço. Mas mesmo nunca.

Mas há coisa de meses (quiçá um ano), abriu uma padaria na estação de metro da Alameda, aqui em Lisboa que tem só os melhores pães com chouriço.Chama-se Sabores do Metro (o nome é péssimo, só imagino a lamber os carris), mas a contrariar há o aspecto de tudo o que lá vendem. Bem, há com certeza outros bons, mas não sei se é por passar naquela estação sempre com fome, mas o cheiro que vem da loja faz-me sempre lá. Seeeeeeeeempre. É impossível não entrar. Porra, ca belo chórice!

Quando lá passarem, tentem fugir..ou se entrarem, depois mandem-me o vosso feedback para ver se é devaneio meu ou não. E mandem foto, que eu ainda não tirei nenhuma para instagramar...e não é por devorar o pão em duas dentadas.

Chórice da Malta Jovem

A quantidade de pão com chouriço que se comia nas madrugadas de Verão, durante três meses, na padaria de Porto Covo! Upa, upa...Carradas e carradas deles! Era das melhores coisinhas que uma pessoa podia enfardar depois de beber uns copos e antes de deitar! Mas como tudo, o que é demais enjoa e eu enjoei de pães com chóriceeeeee e é daquelas coisas que quando vejo em padarias ou cafés, NUNCA peço. Mas mesmo nunca.

Mas há coisa de meses (quiçá um ano), abriu uma padaria na estação de metro da Alameda, aqui em Lisboa que tem só os melhores pães com chouriço.Chama-se Sabores do Metro (o nome é péssimo, só imagino a lamber os carris), mas a contrariar há o aspecto de tudo o que lá vendem. Bem, há com certeza outros bons, mas não sei se é por passar naquela estação sempre com fome, mas o cheiro que vem da loja faz-me sempre lá. Seeeeeeeeempre. É impossível não entrar. Porra, ca belo chórice!

Quando lá passarem, tentem fugir..ou se entrarem, depois mandem-me o vosso feedback para ver se é devaneio meu ou não. E mandem foto, que eu ainda não tirei nenhuma para instagramar...e não é por devorar o pão em duas dentadas.

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Maio, Oh Maio...Vai..Passear.

Adoro Maio: mês de pagar o Imposto Único de Circulação, o Seguro, fazer Inspecção...ai gosto taaaaanto. E tenho tanto dinheiro para tal. Aliás, o imposto devia ser pago de 15 em 15 dias e o seguro de mês a mês. Só naquela de manter a pessoa enervada o ano inteiro.
(não, governantes! não é um desafio!)



Maio, Oh Maio...Vai..Passear.

Adoro Maio: mês de pagar o Imposto Único de Circulação, o Seguro, fazer Inspecção...ai gosto taaaaanto. E tenho tanto dinheiro para tal. Aliás, o imposto devia ser pago de 15 em 15 dias e o seguro de mês a mês. Só naquela de manter a pessoa enervada o ano inteiro.
(não, governantes! não é um desafio!)



quarta-feira, 15 de maio de 2013

Pânico no Karaté.

O Nunes acabou de chegar de uma aula de karaté. Primeira vez na vida que arrisquei ir a uma aula de uma actividade que envolve coordenação. O quê? Braço direito encolhe e estica e perna direita encolhe? E onde ponho o outro braço? Dobrto e ponho no sovaco? Ou então secalhar não era assim! Perna esquerda vai à frente, volta atrás, faz movimento de defesa intercalando com palavras em japonês? A sério?!

Na próxima vez levo uma fruteira na cabeça e qualquer parecença com esta senhora, é pura coincidência - numa versão claramente disfuncional, descoordenada e supra-deficiente. E com esta música, já agora:


Obs: Ainda fiz a tarde a umas meninas que iam vertendo lágrimas de riso...pelas pernas abaixo.

Pânico no Karaté.

O Nunes acabou de chegar de uma aula de karaté. Primeira vez na vida que arrisquei ir a uma aula de uma actividade que envolve coordenação. O quê? Braço direito encolhe e estica e perna direita encolhe? E onde ponho o outro braço? Dobrto e ponho no sovaco? Ou então secalhar não era assim! Perna esquerda vai à frente, volta atrás, faz movimento de defesa intercalando com palavras em japonês? A sério?!

Na próxima vez levo uma fruteira na cabeça e qualquer parecença com esta senhora, é pura coincidência - numa versão claramente disfuncional, descoordenada e supra-deficiente. E com esta música, já agora:


Obs: Ainda fiz a tarde a umas meninas que iam vertendo lágrimas de riso...pelas pernas abaixo.

terça-feira, 14 de maio de 2013

Blogs, Imbecis e Diarreia.

O bom de ter um blog é reler o que se escreveu há tempo atrás e concluir que tenho constantes diarreias. Também cerebrais.

Acontece pensar: que giro! Fui eu que escrevi isto?! (vá, num ou dois de 400 textos) e também o menos divertido: a sério? a minha cabeça estava assim? Eu senti isto desta maneira?

O ser humano é realmente estranho, logo, nunca vou apagar texto nenhum do blog, embora já não faça sentido hoje em dia. Gosto de analisar a minha evolução em alguns casos e o retardamento noutros tantos. Gosto. Tanto como de gente imbecil.






Obs: Por falar em gente imbecil, fez-me lembrar a incapacidade que algumas pessoas têm de não conseguirem assumir que também erram. Herrar é Umano! Eu erro, tu também. Arrebenta a bolha

Blogs, Imbecis e Diarreia.

O bom de ter um blog é reler o que se escreveu há tempo atrás e concluir que tenho constantes diarreias. Também cerebrais.

Acontece pensar: que giro! Fui eu que escrevi isto?! (vá, num ou dois de 400 textos) e também o menos divertido: a sério? a minha cabeça estava assim? Eu senti isto desta maneira?

O ser humano é realmente estranho, logo, nunca vou apagar texto nenhum do blog, embora já não faça sentido hoje em dia. Gosto de analisar a minha evolução em alguns casos e o retardamento noutros tantos. Gosto. Tanto como de gente imbecil.






Obs: Por falar em gente imbecil, fez-me lembrar a incapacidade que algumas pessoas têm de não conseguirem assumir que também erram. Herrar é Umano! Eu erro, tu também. Arrebenta a bolha

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Música e Nervos.

E aquelas músicas que vocês adoram, até aparecerem publicadas nos murais do facebook de pessoas que vos irritam?

Bela porquêra*

*variante de porcaria em alentejano.



Música e Nervos.

E aquelas músicas que vocês adoram, até aparecerem publicadas nos murais do facebook de pessoas que vos irritam?

Bela porquêra*

*variante de porcaria em alentejano.



quarta-feira, 8 de maio de 2013

Ai, Merda! O Ginásio!

Nesta altura do campeonato a corrida literal aos ginásios aumentaaaaaa e de que maneira. Achamos que em mês e meio conseguimos ficar esculturais e que o ano que está para trás, com todas as suas bebedeiras, MacDonalds, bolos, fritos, desaparece assim em três tempos.Estala-se o dedo e txaraaaammm: estamos com alto corpanzil. Claro que estamos, antes de acordarmos, pois claro.

Apoiando o meu queixo sobre o meu punho em jeito de O Pensador de Rodin, resolvi pensar (lá está) e apontar as razões - todas elas parvas para não ir ao ginásio além de não gostar e pronto. Não gosto, acho parvo.

Algumas Desculpas do Nunes ANTES de estar inscrito:

- Não tenho 26€ para pagar a mensalidade
(gastava muito mais em tabaco, ora se já não fumo, claro que tenho)
- Aborrece-me estar a fazer exercício sozinho e não gosto de socializar
(esta também é capaz de não pegar, que eu tenho dias que sou muito socializante)
- Vou pagar uma mensalidade e depois não vou vezes nenhumas
(pois)

Algumas Desculpas do Nunes DEPOISde estar inscrito:

"ai merda, não comprei a garrafa de água"
"ai merda, não comprei aquela toalha para limpar as máquinas depois de utilizar"
"ai merda, comprei a toalha, mas esta cor afinal não é grande coisa"
"ai merda, tenho de comprar um cadeado"
"ai merda, tenho de comprar um cadeado com as medidas certas"
"ai, merda, tenho de comprar um cadeado com código e não com chave"
"secalhar é melhor comprar dois cadeados"
"ai merda, tenho de comprar aquelas barritas para não ir de barriga cheia nem com fome"
"ai merda, está vento"
"ai merda, está sol"
"ai merda, está chuva"
"ai merda, tenho vergonha de ser descoordenado e não vou a aulas de grupo"
"ai merda, agora vou fazer estes pesos de 3kg enquanto estes bisontes levantam 170KG"

E quais são as vossas desculpas para não ir ao ginásio? Antes e depois de se inscreverem? Ou vão me dizer que já é tudo escultural e não precisam de ginasticar? Yeah, right.

Ai, Merda! O Ginásio!

Nesta altura do campeonato a corrida literal aos ginásios aumentaaaaaa e de que maneira. Achamos que em mês e meio conseguimos ficar esculturais e que o ano que está para trás, com todas as suas bebedeiras, MacDonalds, bolos, fritos, desaparece assim em três tempos.Estala-se o dedo e txaraaaammm: estamos com alto corpanzil. Claro que estamos, antes de acordarmos, pois claro.

Apoiando o meu queixo sobre o meu punho em jeito de O Pensador de Rodin, resolvi pensar (lá está) e apontar as razões - todas elas parvas para não ir ao ginásio além de não gostar e pronto. Não gosto, acho parvo.

Algumas Desculpas do Nunes ANTES de estar inscrito:

- Não tenho 26€ para pagar a mensalidade
(gastava muito mais em tabaco, ora se já não fumo, claro que tenho)
- Aborrece-me estar a fazer exercício sozinho e não gosto de socializar
(esta também é capaz de não pegar, que eu tenho dias que sou muito socializante)
- Vou pagar uma mensalidade e depois não vou vezes nenhumas
(pois)

Algumas Desculpas do Nunes DEPOISde estar inscrito:

"ai merda, não comprei a garrafa de água"
"ai merda, não comprei aquela toalha para limpar as máquinas depois de utilizar"
"ai merda, comprei a toalha, mas esta cor afinal não é grande coisa"
"ai merda, tenho de comprar um cadeado"
"ai merda, tenho de comprar um cadeado com as medidas certas"
"ai, merda, tenho de comprar um cadeado com código e não com chave"
"secalhar é melhor comprar dois cadeados"
"ai merda, tenho de comprar aquelas barritas para não ir de barriga cheia nem com fome"
"ai merda, está vento"
"ai merda, está sol"
"ai merda, está chuva"
"ai merda, tenho vergonha de ser descoordenado e não vou a aulas de grupo"
"ai merda, agora vou fazer estes pesos de 3kg enquanto estes bisontes levantam 170KG"

E quais são as vossas desculpas para não ir ao ginásio? Antes e depois de se inscreverem? Ou vão me dizer que já é tudo escultural e não precisam de ginasticar? Yeah, right.

segunda-feira, 6 de maio de 2013

Fazes-me Comichão.

Não tens qualquer dúvida que és alérgico a toda a merda de pessoas quando o resultado no teu braço é este:


Ai se eu desse  nomes de pessoas a estas bolhas...que a reacção iria ser esta na mesma - sente-se agora o meu ar angelical, super, super inocente.
Só que a cura não passaria por zyrtec, mas sim por punhadec.

Fazes-me Comichão.

Não tens qualquer dúvida que és alérgico a toda a merda de pessoas quando o resultado no teu braço é este:


Ai se eu desse  nomes de pessoas a estas bolhas...que a reacção iria ser esta na mesma - sente-se agora o meu ar angelical, super, super inocente.
Só que a cura não passaria por zyrtec, mas sim por punhadec.

domingo, 5 de maio de 2013

As Mães Ainda São Parvas.

Como este ano me aborrece escrever sobre o tema de hoje - até porque a minha opinião não mudou desde o ano passado- faço AQUI um repost de 6 de Maio de 2012.
Quem leu, leu. Quem não leu, tivesse lido. Ou então não.

As Mães Ainda São Parvas.

Como este ano me aborrece escrever sobre o tema de hoje - até porque a minha opinião não mudou desde o ano passado- faço AQUI um repost de 6 de Maio de 2012.
Quem leu, leu. Quem não leu, tivesse lido. Ou então não.

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Desculpem, sim? (COM IMAGEM)

Era só para pedir desculpa pela ausência na blogosfera.
Sei que alguns já se suicidaram, outros estão a pensar seriamente nisso, mas fiquem tranquilos que eu já volto a escrever merdas para vocês. 'Tá bêeeeeeiiiimmmmm, meus imbecis mai lindos?

O Nunes vai pesquisar temas para fazer um comeback mais ou menos mau.
Quanto às pessoas que estavam a pensar suicidar-se ainda esta semana por eu não ter escrito nada, é só para dizer qu já deram aumento da temperatura e já não vai estar esta rigêza d'um cabrão que tem estado- toda a gente sabe que o mau tempo também ajuda ao suicídio- logo, relaxem e bronzeiem-se nos entretantos.

(às vezes as pessoas distraem-se do mundo cibernético, e às vezes isso também é bom)


Desculpem, sim? (COM IMAGEM)

Era só para pedir desculpa pela ausência na blogosfera.
Sei que alguns já se suicidaram, outros estão a pensar seriamente nisso, mas fiquem tranquilos que eu já volto a escrever merdas para vocês. 'Tá bêeeeeeiiiimmmmm, meus imbecis mai lindos?

O Nunes vai pesquisar temas para fazer um comeback mais ou menos mau.
Quanto às pessoas que estavam a pensar suicidar-se ainda esta semana por eu não ter escrito nada, é só para dizer qu já deram aumento da temperatura e já não vai estar esta rigêza d'um cabrão que tem estado- toda a gente sabe que o mau tempo também ajuda ao suicídio- logo, relaxem e bronzeiem-se nos entretantos.

(às vezes as pessoas distraem-se do mundo cibernético, e às vezes isso também é bom)